Matéria >>


Dia Internacional do Trabalhador no Brasil será de luto!

Dia Internacional do Trabalhador no Brasil será de luto! O 1º de Maio é um dia de luta por ampliação de direitos da classe trabalhadora e de reflexão sobre os direitos conquistados por trabalhador/as de todo o mundo. A história que se tem registro começa em 1886, quando trabalhadores de Chicago (EUA) fizeram uma greve geral para reivindicar redução da jornada de trabalho de até mais de 16 horas diárias para 8 horas. Com objetivos claros de reprimir os manifestantes, a polícia entrou em confronto. Dezenas de trabalhadores foram feridos e alguns mortos. Anos depois, vários países reconheceram a data como feriado, entre eles, o Brasil, a partir de 1925. Devido inúmeros acontecimentos desagradáveis ocorridos no país neste ano como: o Ajuste Fiscal com Medidas Provisórias (MPs 464 e 465); aprovação da Lei 13.103/2015 (Lei dos caminhoneiros) que descaracterizou a Lei 12.619/2012 (Lei do motorista); recentemente a aprovação da Lei 4330 (lei da Terceirização) a classe trabalhadora brasileira está de luto e não têm motivos aparentes para festejar ou comemorar esta data com glamour. Na Europa a terceirização é chamada de brasileirização do contrato de trabalho. O país têm aproximadamente 12 milhões de terceirizados. Essa modalidade de contratação não cria empregos. Onde trabalha três funcionários com jornada regular, com a terceirização trabalha dois com salário 30% mais baixo e jornada de trabalho mais longa. No dia da votação, foi negado aos dirigentes sindicais não só o direito de denunciarem os prejuízos com a aprovação da terceirização, como também, foram impedidos de acompanhar a votação. Mesmo com aprovação do PL 4330 pelos deputados, a luta continua no Senado Federal. Essa disputa é longa e, se preciso for, uma greve geral deve acontecer no país para mostrar a insatisfação dos trabalhadores (as) com o desmonte de seus direitos trabalhistas. Seus salários são mais baixos, especialmente na base da indústria e dos serviços; não têm direitos trabalhistas assegurados por Lei - caso a prestadora de serviço perca o contrato – não qualificam a mão de obra, fator que contribui para aumentar os acidentes de trabalho. Penso que esta é a maior derrota aplicada a classe trabalhadora desde o Golpe de 1964. Acredito e defendo que o movimento sindical precisa adotar uma política mais contestadora. Precisa usar seu aparato como espaço para se travar batalhas em busca da hegemonia política em benefício da classe trabalhadora. É preciso incinerar as leis antidemocráticas que impedem os trabalhadores (as) de lutarem por seus direitos.





<< Voltar
Outras notícias
  1. Atenção - Setor Carga e Onibus
  2. Diario Oficial da União
  3. MPT decide que desconto da contribuição sindical deve ser aprovado em assembleia
  4. Salão de Festas
  5. Entrevista, a equipe Jornal União São Paulo
  6. GRANDE PLENÁRIA GERAL
  7. Emenda que altera vários pontos do projeto da terceirização
  8. Reivindicações Atendidas!!!
  9. Protesto de funcionários paralisa circulação de ônibus em Mogi
  10. EXAME OBRIGATÓRIO VAI DETECTAR USO DE DROGAS POR MOTORISTAS PROFISSIONAIS
  11. 1º Congresso Regional de Trabalho Seguro no Transporte
  12. Emprego e menos juros para os trabalhadores
  13. 1º Congresso Regional de Trabalho Seguro no Transporte Rodoviário
  14. 30/10 FTTRESP - Rodoviários fazem ato na 19ª Feira Nacional de Transportes em SP
  15. Somente dois vereadores ficaram a favor dos rodoviários
  16. ENTREGA DE MICROONDAS NO TERMINAL CENTRAL
  17. FÉLIX E A VITÓRIA DOS RODOVIÁRIOS EM BRASÍLIA
  18. CENTRO ODONTOLÓGICO A TODO VAPOR
  19. MAIS UMA VEZ FELIX E SUA DIRETORIA BRIGANDO CONTRA A DUPLA FUNÇÃO
  20. ESPECIAL EX-TRABALHADORES DA VIAÇÃO SUZANO
  21. Retirada da Carteirinha Plano Odontológico
  22. A HORA DA VERDADE ! QUEM SÃO OS VEREADORES A FAVOR DO EMPREGO E DA SEGURANÇA DO POVO MOGIANO
  23. ONZE MOTIVOS OBVIOS PARA MANTER O COBRADOR NO ÔNIBUS
  24. INAUGURADO O CENTRO ODONTOLÓGICO DO TRABALHADOR RODOVIÁRIO DE MOGI E REGIÃO
  25. JSL - Movimentação de Carga Cia Suzano e Rio Verde - Conquistada Equipação Salarial
  26. Setor de Cargas
  27. ESPECIAL - Vitória na BREDA
  28. SETOR ônibus Mogi das Cruzes
  29. SETOR DE CARGA PLR- Participação nos Lucros e Resultados

DIREÇÃO RODOVIÁRIA
AV GOV ADHEMAR DE BARROS, 413
VILA RUBENS - MOGI DAS CRUZES - CEP 08735-075
TEL: 4724-9678 - sindrodov@terra.com.br

Blue Intelligence © 2021 - Todos direitos reservados 
criação